Teve início em 01.03.2018 o prazo de entrega da declaração de IRPF 2018. De acordo com a legislação do Imposto de Renda da pessoa física, estão obrigados a entrega da declaração de IRPF, dentre outros, os contribuintes residentes no Brasil que, ao longo de 2017:

  • Receberam rendimentos brutos tributáveis superiores a R$ 28.559,70 ou rendimentos não-tributáveis, tributados exclusivamente na fonte ou isentos cuja soma foi acima de R$ 40 mil;
  • Realizaram, em qualquer mês-calendário, venda de bens ou direitos na qual foi apurado ganho de capital sujeito à incidência de imposto;
  • Realizaram negócios em bolsa de valores, de mercadorias, de futuros e assemelhadas;
  • Tiveram posse ou a propriedade de bens ou direitos, inclusive terra nua, de valor total superior a R$ 300 mil;
  • Passaram à condição de residente no Brasil e nessa condição se encontravam em 31 de dezembro de 2017;
  •  Optaram pela isenção do Imposto de Renda sobre o ganho de capital auferido na venda de imóveis residenciais, cujo produto da venda tenha sido aplicado na aquisição de imóveis residenciais no prazo de 180 dias contados do contrato de venda.

 

A partir desse ano, a Receita Federal também passará a exigir um detalhamento maior das informações de alguns bens, como endereço completo, data de aquisição, número da escritura e índice cadastral (IPTU) no caso de imóveis, e número do RENAVAM para veículos.

 

Caso queira fazer a sua Declaração de IRPF na Contabilidade Dias, favor nos enviar os documentos abaixo relacionados (lembrando que a utilização de tais documentos irá variar de acordo com o tipo de declaração e movimentação do contribuinte):

 

  • Extratos bancários anuais de 2017 (Extrato para Imposto de Renda);
  • Comprovantes de rendimentos;
  • Xerox de escrituras, contrato de compra e venda de imóvel, recibo de compra e venda de veículos, ou de qualquer outro bem adquirido ou vendido em 2017;
  • Cópia da escritura e da guia de IPTU dos imóveis (tanto dos adquiridos em 2017 quanto os já anteriormente declarados).
  • Cópia do documento do veículo contendo o número do RENAVAM (tanto dos adquiridos em 2017 quanto os já anteriormente declarados).
  • Carnês de INSS (guias do eSocial) de empregada doméstica, com seus respectivos dados;
  • Recibos e notas fiscais relativos a serviços médicos, dentistas, fisioterapeutas, dentre outros da área da saúde (atentar quanto a essas informações, pois estão sendo ainda mais cruzadas pela Receita Federal);
  • Comprovantes de pagamento a instituições de ensino regular;
  • Comprovantes de pagamentos à previdência privada e oficial;
  • CPF dos dependentes com mais de 08 anos;
  • Comprovantes de doações para fins de incentivos fiscais (Fundos da Criança e do Adolescente, Lei Rouanet, Audiovisuais, dentre outros).

 

O prazo de entrega da referida declaração é 30.04.2018. Além de evitar congestionamento do sistema com a proximidade do fim do prazo, entregar com antecedência e tranqüilidade ajuda a evitar erros e permite o recebimento mais rápido da restituição, aos contribuintes que têm esse direito.